Britânico é condenado por duplo homicídio em Hong Kong

Avalie este item
(0 votos)

Ex-banqueiro Rurik Jutting, de 31 anos, pegou prisão perpétua.
Vítimas, indonésias, foram achadas mortas em apartamento em 2014.

O ex-banqueiro britânico Rurik Jutting, de 31 anos, foi condenado à prisão perpétua nesta terça-feira (8) pela morte de duas jovens indonésias encontradas em seu apartamento em 2014, de acordo com a CNN. A decisão do júri foi por unanimidade nos dois casos.


No primeiro dia de julgamento na segunda-feira (24) pelo caso de homicídio mais importante registrado em uma década em Hong Kong, ex-colônia britânica, Jutting alegou inocência por homicídio doloso, mas não de homicídio culposo.

Ele também se declarou culpado da acusação de impedir que um dos corpos fosse enterrado. Durante o julgamento, a defesa do ex-banqueiro argumentou que ele foi afetado por problemas psicológicos no momento dos assassinatos.

Seneng Mujiasih e Sumarti Ningsih, ambas com 20 anos, foram achadas mortas no apartamento do acusado em 1º de novembro de 2014. Foi ele próprio que avisou a polícia.

Os investigadores acharam Seneng Mujiasih nua com ferimentos de faca nas pernas e nas nádegas. O corpo em decomposição de Sumarti Ningsih foi achado várias horas depois dentro de uma mala.

O acusado gravou as imagens dos crimes, inclusive as torturas que infringiu à primeira vítima.

Segundo o promotor John Reading, o acusado torturou Sumarti Ningsih, que mantinha relações sexuais com ele, durante três dias antes de matá-la no chuveiro com uma faca de serra.

Depois de matá-la, o acusado envolveu seu corpo numa lona e o colocou numa mala. Jutting comentou na gravação o quanto gostou de matar a moça e que não poderia tê-lo feito sem consumir cocaína.

Em 31 de outubro, Jutting se encontrou pela primeira vez com Seneng Mujiasih, também para ter relações sexuais, e para matá-la usou facas e um martelo, que escondeu debaixo do sofá.

Diante do tribunal, um grupo de manifestantes e membros de associações de ajudas aos imigrantes indonésios pediam um julgamento rápido justo e indenização para as famílias das vítimas.

Ler 768 vezes Última modificação em Última modificação em Novembro 08 2016

57 comentários

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Foto em Destaque

photo1.jpg
Custom Adv 2
Quer ser nosso Parceiro

Você pode ser um parceiro do redenção190

Redes Sociais

Follow us on Twitter
Like us on Facebook
Join us on Google+
Subscribe RSS Feeds
Contact us 

 

Custom Adv 2

Receba Nossas Notícias

Criamos um portal completo de noticias locais, nacionais e internacionais, se você quer receber nosso pacote de noticias no seu email, prencha o campo a baixo e lhe enviaremos sempre um noticia em destaque