Escrito por Publicado em Informática Novembro 08 2016 3004

Dell lançou hoje o primeiro notebook com processadores Intel Core de sétima geração no mercado brasileiro. O já tradicional XPS 13 recebeu os novos chips Kaby Lake e uma nova placa de conectividade sem fio, mas não registrou nenhuma mudança no seu design. Isso quer dizer que, por fora, não há como distinguir o novo computador das suas duas gerações anteriores.

Mas isso não é algo ruim. O dispositivo da Dell tem um design bem arrojado e tem sido premiado por conta das suas bordas superfinas ao lado da tela, o que garante ao notebook um tamanho bem mais compacto que o de outros modelos com tela de 13’’. O display continua o mesmo, com resolução 4K, 400 nits de brilho e proteção Gorilla Glass.

A atualização de processador garante 12% mais desempenho para multitarefa e 19% mais velocidade ao navegar na web

Segundo a Dell, a atualização de processador garante 12% mais desempenho para multitarefa e 19% mais velocidade ao navegar na web. Contudo, a marca não informou qual navegador essa estatística considera. Nós apostamos no Edge, mas pode ser que tenham usado o Chrome também. O WiFi ainda ficou consideravelmente mais rápido.

De qualquer forma, o que mais chama atenção é a melhoria na autonomia de bateria, que subiu para 13 horas de uso misto contínuo. Naturalmente, essa estimativa não deve se replicar na vida real, onde você faz atividades muito variadas no dia a dia. Contudo, análises das versões anteriores do produto atestaram que a autonomia de bateria real é bem próxima da anunciada pela fabricante.

A autonomia de bateria subiu para 13 horas de uso misto contínuo

“O XPS 13 foi desenvolvido para atender aos usuários que buscam o máximo desempenho possível em um equipamento ultrafino, leve e resistente”, afirma Raquel Martins Braga, gerente de marketing de produto para consumidor final da Dell Brasil, em comunicado oficial. “A nova geração do XPS 13 reflete o pioneirismo da Dell no mercado brasileiro de PCs e o compromisso da marca de oferecer o mais completo portfólio aos consumidores locais, atendendo assim a diferentes necessidades de uso”, complementa.

Duas versões

A Dell está vendendo duas versões diferentes do novo XPS 13; uma com processador i5 e outra com i7. Mas a loja da marca tem quatro opções de compra. Isso acontece porque você pode adquirir serviços de suporte ao cliente diferentes com cada um dos modelos. Os preços começam em R$ 8.198, e todas as versões têm “apenas” 8 GB de RAM. Considerando a categoria dessa máquina, seria interessante ter pelo menos uma versão com 16 GB disponível.

Algumas configurações do produto

  • Sistema operacional Windows 10
  • Tela Ultrasharp 13’’ IPS sensível ao toque com resolução 4K (3200x1800)
  • Carcaça premium: alumínio, fibra de carbono e Gorilla Glass na tela
  • Processador da 7ª geração Intel Core i5 ou i7
  • Placa de vídeo integrada Intel HD Graphics 620
  • 8GB de RAM Dual Channel DDR3L (1866 MHz)
  • SSD de 256 GB com tecnologia Intel Rapid Start
  • Alto-falantes estéreo com processamento Waves MaxxAudio® Pro
  • Portas: Thunderbolt 3/USB-C (1), USB 3.0 (2), Mini DisplayPort (1), leitor de cartão 3 em 1 (SD, SDHC e SDXC), conexão para fone de ouvido e microfone (1)
  • Conectividade: Killer Wireless 1535 WiFi 802.11ac, Bluetooth 4.1 e Miracast
  • Webcam com resolução HD (1280 x 720)
  • Autonomia de bateria de até 13h  
  • Dimensões: espessura: 9-15mm / largura: 304 mm / profundidade: 200 mm/ peso: 1,29 kg

Obs: a cor dourada, que chegou ao exterior junto com a sétima geração de processadores Intel, não está à venda no Brasil no momento.


Escrito por Publicado em Celular Novembro 08 2016 74

A Samsung tem tempo suficiente para pensar no melhor smartphone que já desenvolveu em sua história, isso por causa de dois pontos interligados. Primeiro, com o Galaxy Note 7 descontinuado, as atenções serão voltadas ao Galaxy S8. Segundo, novamente por causa dos problemas do Note 7, a Sammy precisa reconquistar a confiança de milhões de consumidores. Qual a melhor maneira de fazer isso? Para uma fabricante, entregando um top de linha sem igual, com poder de hardware e design diferenciado para se destacar — e sem qualquer problema de bateria.

Entre os rumores principais que estão rondando o próximo Galaxy S8, estão um assistente digital inteligente com codenome Bixby (similar ao Google Voice, Cortana e Siri), um design mais fino e uma câmera melhorada — ok, esses dois últimos são bem óbvios.

O S8 continuará usando uma tela 2K QHD

Anteriormente, a indústria acreditava que o S8 chegaria com uma tela 4K (UHD) para uma experiência robusta em realidade virtual. Contudo, um novo rumor diz que isso é uma mentira, e o S8 continuará usando uma tela 2K QHD (2560x1440) Super AMOLED.

Outro ponto é o botão Home, que deve ser abandonado. Isso porque, de acordo com os rumores, a Samsung deverá partir para uma "tela cheia" no smartphone. Ou seja, algo similar ao Xiaomi Mi Mix, em que a tela cobre praticamente todo o painel frontal do celular — um leitor ótico de impressão digital também estaria presente no S8.

O que você desses rumores? Vale lembrar que a Apple já abandonou o botão Home físico pelo capacitivo, e a Xiaomi, junto com a Sharp, já lançaram smartphones com telas cheias. Parece que esses também são os caminhos da Samsung.


Escrito por Publicado em Celular Novembro 08 2016 41

Sempre que vamos comprar um smartphone novo, um dos itens que mais pesa na hora de escolher o modelo ideal é a bateria. Contudo, apenas conferir o valor nominal da capacidade da célula de energia não é o suficiente para saber se ele dura bastante tempo longe das tomadas. Isso porque cada aparelho tem um consumo diferente de energia e pode gastar a carga de sua bateria mais rápido ou mais devagar.

Isso tem muito a ver com os componentes usados na construção do smartphone, mas também é influenciado pelo sistema operacional e pela otimização feita pela fabricante para manter as luzes acessas por mais tempo.

Como as empresas divulgam expectativas de duração de bateria sempre muito otimistas, o pessoal do PhoneArena resolveu comparar os smartphones mais populares lançados em 2016 e ver qual tem a melhor autonomia.

Note no gráfico que, dos cinco primeiros colocados em 2016, três são da Apple. A Google e a Xiaomi são as únicas que conseguiram competir com a maçã no teste do PhoneArena para baterias. No ano passado, entretanto, a Maçã teve a Samsung competindo pesado com seu Galaxy Note 5, que empatou com o iPhone 6s Plus.

O método

Vale destacar que o site tem o seu próprio método de avaliação. Os smartphones tem a sua tela ajustada para brilho em 200 nits, considerado um nível confortável para uso dentro de ambientes fechados. Em seguida, eles executam um teste contínuo de navegação na web sem nenhum segundo de pausa. Isso é muito similar ao teste de bateria do PC Mark, contudo, sem essa questão do brilho.

Vale notar que todos os aparelhos da disputa foram lançados em 2016 no mercado internacional.

Fonte(s)
Imagen(s)

Foto em Destaque

photo2.jpg
Custom Adv 2
Quer ser nosso Parceiro

Você pode ser um parceiro do redenção190

Redes Sociais

Follow us on Twitter
Like us on Facebook
Join us on Google+
Subscribe RSS Feeds
Contact us 

 

Custom Adv 2

Receba Nossas Notícias

Criamos um portal completo de noticias locais, nacionais e internacionais, se você quer receber nosso pacote de noticias no seu email, prencha o campo a baixo e lhe enviaremos sempre um noticia em destaque